fundo site.jpg
letering3.png

De 26 a 30 de julho
OFICINAS GRATUITAS
Para artistas e público em geral

 

De 26 a 30 de julho, o Circo Híbrido oferece cinco oficinas gratuitas, parte do projeto Atravessamentos, A iniciativa faz parte do projeto Atravessamentos, contemplado pela Lei Aldir Blanc, da Secretaria de Estado da Cultura do Rio Grande do Sul.

 

Realizadas de forma online na plataforma Google Meet, com 1 hora de duração cada, as oficinas são destinadas a artistas e público em geral, a partir dos 15 anos. Você pode se inscrever em quantos dias tiver interesse e disponibilidade, podendo ser somente em um dos dias de oficina, ou em todos. Para mais informações o contato pode ser feito através do whatsapp (51-991633144).

Atravessamentos - o processo de criação e a performance artística em tempos de pandemia

26/07 | 19h

Ministrantes: Tainá Borges e Lara Rocho

 Nesta oficina, Tainá e Lara apresentam o projeto Atravessamentos, contando sobre a ideia inicial, seus desdobramentos em edições anteriores e sobre como resgataram e organizaram o projeto em tempos de isolamento, nesse contexto de pandemia de COVID-19. A ideia é tratar dos processos de criação artística no campo das artes circenses, pensando o corpo artista em situação de isolamento social e impossibilidade do uso de espaços usuais para performance e espetáculo.  Tainá e Lara também vão apresentar os quatro eixos em torno dos quais organizaram a residência artística nesta edição do projeto Atravessamentos: Corpo-casa, Memória e registro, Referências e Corpo-artista e aparelho. Através dessa oficina, na qual apresenta-se o projeto Atravessamentos, as diretoras do projeto partilham experiências e convidam a todos(as) a participarem das demais oficinas e experimentarem processos criativos e reflexões em torno da arte em tempos de pandemia. 

Referências

27/07 | 19h

Ministrantes: Agatha Andriola e Maílson Fantinel

Nesta oficina propomos uma reflexão a respeito da escolha e do uso de referências em meio ao processo de criação artística. Vamos debater conceitos e possibilidades (inspiração, cópia, apropriação, etc.), mapear os ombros gigantes que fundamentam a pesquisa de cada um, conhecer trabalhos artísticos de diferentes linguagens e analisar o modo como essas linguagens se articulam num mesmo universo de criação. Também vamos propor práticas corporais criativas, na intenção de lançar um olhar mais subjetivo sobre a diversidade de elementos que compõem nosso espectro de referências e vivências enquanto artistas-criadores, além de investigar ferramentas e recursos para acessar as referências no processo de criação, seja por relações de proximidade ou distanciamento, sejam as referências artísticas ou cotidianas, de outros corpos, do entorno ou ainda das nossas próprias vísceras - o processo criativo desde dentro. 

Corpo-artista e aparelho

28/07 | 19h

Ministrantes: Eduardo Corrêa e Paulo Stümer

A oficina tem como proposta explorar a sensibilidade e a subjetividade na relação entre o corpo-artista e o aparelho. Nosso objetivo é conduzir um exercício criativo, considerando a relação entre o corpo-artista e os aparelhos/dispositivos/objetos com os quais se relaciona em seu fazer artístico e também cotidiano. Queremos lançar diferentes olhares sobre a movimentação corporal, o espaço cênico, a técnica e a intenção que envolve o artista, o objeto e a história que se revela na conjunção desses elementos. Com dinâmicas e jogos adaptados para esse novo contexto de relações virtuais, vamos experimentar um processo colaborativo, um encontro imaginativo, apesar de estarmos separados fisicamente. O tempo presente nos coloca diante do desafio de buscar diferentes formas de vivenciar o fazer artístico e de pensar nossa relação com esse fazer. Assim, a arte reafirma seu poder de resistência e desacomodação. 

Memória & Registro

29/07 | 19h

Ministrantes: Guilherme Capaverde e Lara Rocho

A oficina tem por objetivo refletir sobre a relevância da produção, organização e manutenção dos registros dos processos de criação artística. Sabemos que tais registros podem ser de diferentes naturezas e podem estar ancorados em diferentes ferramentas e bases. Aqui, daremos atenção aos registros manuais e não virtuais. E, para tratar do tema, pensaremos o tempo a partir da observação da obra do artista surrealista, Salvador Dalí, intitulada “A persistência da memória”. Queremos tratar da possibilidade de desaceleração do tempo e, em diálogo com a bailarina e pesquisadora da dança, Ciane Fernandes, vamos refletir sobre a ideia de pausa dinâmica enquanto meio de ativação do fluxo interno, de acesso a um estado de presença e possibilidade de conexão coletiva. E é nessa qualidade dinâmica da pausa que convidaremos o público a exercícios práticos de observação de si, improvisos de movimento e registro desses processos criativos. Proporemos a criação e o exercício prático de um diário de bordo, a partir de uma conversa e da observação de diários de outros artistas, como Frida Khalo e Kurt Cobain. Vamos experimentar os registros em três categorias distintas e interligadas: descritivo, poético e imagético. Convidamos a todes a experimentar a pausa em meio a esse cotidiano pandêmico em tempo acelerado, observar o corpo, permitir-se criar e registrar esses processos produzindo uma memória desse tempo experienciado e partilhado com arte.

Corpo-casa

30/07 | 19h

Ministrantes: Tainá Borges e Luís Cocolichio

Esta oficina tem como objetivo refletir sobre o preparo do corpo-artista, trabalhando com o estado de presença  e com o cuidado de si como pontos fundamentais para manter nosso corpo-casa conectado. Corpo que habitamos todos os dias, mas que por diversos momentos deixamos ele de lado. A proposta é "voltar para a casa", em um momento de conexão consigo mesmo e com o ambiente e contexto que está inserido. Pensar que nosso corpo-casa é o lugar onde habita, as roupas que veste, os pensamentos que o atravessam, as práticas que fazem ele mover, os encontros que o afetam. A vivência aqui proposta trabalhará a partir de práticas somáticas, improvisos e experiências sensoriais, provocando os participantes a partir de questões como: como você se prepara para começar a criar, treinar, trabalhar? Como o corpo artista se prepara para entrar em estado de presença? Como você se conecta com seu corpo? Já experimentou fazer isso a partir de dentro? Convidamos a todos para virem se conectar com seu corpo-casa nessa oficina com a gente!

barra logos edital PRETO E BRANCO.png

Atravessamento, Projeto do Circo Híbrido executado através do Edital Criação e Formação Diversidade das Culturas realizado com recursos da Lei Aldir Blanc nº 14.017/20.
 

RECEBA NOSSAS NOVIDADE

RECEBEMOS SEU CADASTRO!